IBRACEDS

Contate-nos por email contato@ibraceds.org.br

CULTURA

CULTURA

A diversidade cultural é uma das características marcantes na formação da identidade das comunidades de várias regiões e localidades brasileiras, desde a forma de como se expressar com a linguagem até o resgate das tradições folclóricas e o surgimento de talentos representativos de atividades artísticas.

VALORIZAÇÃO DA DIVERSIDADE E DO PLURALISMO CULTURAL

A criação cultural e a valorização das tradições culturais são símbolos da intersecção positiva entre processos de cultura e educação. As fontes e as atividades de cultura têm suas bases na comunidade, esta que deve ser fortalecida para estreitar a relação educação e cultura em projetos e programas de ações afirmativas e políticas públicas. É uma aproximação que deve ser experimentada diariamente, não apenas em espaços tradicionais de cultura, mas inclusive nos espaços modernos da cultura digital on-line.

Além da diversidade cultural, o pluralismo cultural norteia todas as relações pessoais, laborais e sociais que favorecem a inclusão social por meio da participação de todos. Quanto maior o grau de pluralismo na produção cultural, maior serão as chances de inserção na realidade da diversidade cultural e a superação de desafios para o aperfeiçoamento da sociedade. A cultura é um meio e fim na garantia de um sistema político mais democrático e acessível aos cidadãos, fomentando entre outros fatores o aumento da dignidade humana.

CULTURA COMO FATOR TRANSVERSAL AO PROGRESSO

O poder da cultura e o engajamento que ela permite para a ampliação do pensamento crítico e o exercício da criatividade transformam os espaços culturais em pontos de reflexão sobre a sociedade que queremos e buscamos. Essa característica da transversalidade cultural é repercutida em nossa organização social, na disposição de:

  • Promover em parcerias: seminários, palestras, cursos, eventos e espetáculos musicais, teatrais e culturais;
  • Propiciar a difusão dos saberes culturais e das artes;
  • Valorizar os patrimônios culturais materiais e imateriais;
  • Desenvolver e estimular a cultura e as artes digitais;
  • Fomentar a criatividade e os direitos de autoria;
  • Envolver o setor privado na valorização da diversidade cultural.

Estamos criando bases para que a inter-relação fundamental entre educação e cultura seja duradoura, entendida e aplicada como um projeto de nação, uma política de Estado.
Juana Nunes, secretária de Educação e Formação Artística e Cultural do MinC

VALORIZAÇÃO DOS TERRITÓRIOS EDUCATIVOS

Um território educativo é o espaço físico e simbólico do entorno de uma escola pública. A definição é do Ministério da Cultura (MinC) e faz parte da proposta de integração da cultura às atividades escolares e comunitárias, reforçando a comunicação, a inovação e a participação dos cidadãos a partir de mapeamento georreferenciado e colaborativo. Esta é uma estratégia compartilhada na qual temos a apoiar e colaborar, conforme a seguir:

  • Identificação de equipamentos e iniciativas socioculturais;
  • Criação e gestão de espaços culturais;
  • Fomento à formação e divulgação de talentos artísticos;
  • Utilização de técnicas de marketing e divulgação;
  • Formação de redes de convergência cultural e artística.